Notícias
Homenagem da SOBECC ao Dia Internacional da Mulher: Enfermeira Rebeka Fonseca
Que todos os dias possamos nos inspirar com histórias de força, coragem e amor, dentro e fora da área da saúde
Por SOBECC

09 Mar 2021


Homenagear as mulheres não é apenas no dia 8 de março, data marcada pelo Dia Internacional da Mulher, como ocorre anualmente há mais de um século, mas sim todos os dias para enaltecer as mulheres que desbravaram o caminho para que pudéssemos chegar aonde estamos hoje.

Homenagem Especial da SOBECC

A protagonista desta homenagem especial é a enfermeira Rebeka Fonseca, de 24 anos, graduada pela Universidade do Estado do Pará, onde atua como enfermeira no Hospital Municipal de Rurópolis, concursada pela Secretaria de Saúde do município. Lá iniciou sua vida profissional em 15 de janeiro de 2020, com pouco mais de 1 ano de experiência.

Rebeka escolheu a enfermagem por influência de sua mãe, que foi ACS (Agente Comunitária de Saúde) em uma comunidade no interior de Monte Alegre. Ela acompanhava as visitas quando ainda era criança e achava bonito a mão falando para as pessoas das doenças. Ela não sabia ao certo o que queria, mas gostaria de seguir na área da saúde. “Na minha cidade natal não havia universidades públicas então minhas opções eram na UEPA (Universidade do Estado do Pará), onde escolhi enfermagem, passei e só me vi enfermeira após as aulas práticas nos hospitais e unidades básicas e pelos exemplos dentro da universidade. Admiro minhas professoras de graduação que elevam a enfermagem e me mostraram a importância que temos e me sinto grata por aprender com elas a ser a profissional que sou hoje”, relembrou Rebeka.

A história que o Brasil se emocionou 

A enfermeira Rebeka da Fonseca e o motorista de ambulância Wadson Diniz, de 27 anos, símbolos de forças e heroísmo, prestaram socorro a uma paciente que estava sendo transferida em uma ambulância, quando se depararam com congestionamento na BR-230 e tomaram a decisão de retirarem a paciente da ambulância e saíram empurrando-a uma maca em plena BR-230.

Rebeka conta que a ideia de empurrar o paciente na BR surgiu da opção pelo melhor para a paciente naquele momento. “Se mantivéssemos ela na ambulância poderia não ter como suprir a necessidade de oxigênio e demais necessidades que viesse a ter. Durante as viagens há sempre suprimentos de medicamentos e de oxigênio a mais para atender possíveis imprevistos”, comentou.

Segundo a enfermeira, pela experiência do motorista, demoraria mais de 3 horas no engarrafamento e o suprimento de oxigênio duraria por mais 1 hora. Na ambulância não havia comunicação, então o motorista teve que buscar sinal de operadora e pedir ajuda do SAMU, que disponibilizou uma ambulância do município d Miritituba com cilindro de oxigênio, mas ela estava do outro lado do engarrafamento. Foi necessário sair da ambulância que estava para chegar na outra que tinha o suporte adequado para atender a paciente. “Tínhamos dois caminhos: permanecer no local ou tentar chegar no outro lado onde tínhamos apoio e o cilindro de oxigênio. Pensamos juntos, é possível chegar até lá? Sim? Então, fomos. Na hora não pensamos em coisas além da vida em nossas mãos, o cansaço bateu, mas meu pensamento estava centrado no que precisava ser feito sem prejudicar minha paciente e mantê-la estável”, conta.

A repercussão da cena da BR foi apreciada e parabenizada pelos seus colegas do hospital que se sentiram representados, além de ganhar o Brasil, pois a cena viralizou nos noticiários e redes sociais. “Não sou só eu que faço ou já fiz algo a mais que meu dever, eles também já fizeram (em relação aos colegas de trabalho), em condições não tão boas como foi no meu caso”, comenta orgulhosa Rebeka.

Homenagem da SOBECC ao Dia Internacional da Mulher: Enfermeira Rebeka Fonsceca

Wadson Diniz e Rebeka da Fonseca (foto: divulgação)

A mulher Rebeka e o seu sonho

Para a Rebeka, ser mulher é impossível separar da enfermeira que ela é. “Minhas referências são as mesmas, mas se posso acrescentar algo seria me inspirar em mulheres que já passaram pela minha vida, absorvo algumas histórias que escuto e imagino o quão difícil é ser mulher dentro de uma sociedade que nem sabe que é machista. Então, se uma mulher vence e se sobressai dentro de sua área de atuação, a vejo como inspiração a ser seguida por mim”, disse ela contando que o seu sonho é de crescer profissionalmente e manter-se sempre humana.  “Ainda tenho muito a aprender e estou disposta a sempre manter minha mente aberta aos novos conhecimentos que virão”.

Atuação na linha de frente da pandemia

O hospital em que Rebeka trabalha é o seu primeiro emprego como enfermeira. Ela relata que já tem muito o que contar e uma das histórias a ser compartilhada futuramente é que ela foi muito abençoada de encontrar uma equipe que teve paciência e vontade de lhe ensinar. “Nunca imaginei que seria assim meu primeiro trabalho, onde até os mais experientes não saberiam o que fazer, me vi tendo que aprender junto com todos ao meu redor, com receio no início e agora cansados, mas com um pouco mais de visão sobre tudo o que passamos. Também vejo o quão importante minha profissão se fez e se faz durante esse período. Valorizo cada profissional que atua ao meu lado e gostaria que fossemos vistos como profissionais que merecem respeito e salários dignos”, exaltou.

Rebeka deixa uma mensagem final para os seus colegas de profissão de força e coragem, pois reconhece que todos estão cansados e sobrecarregados, mas mesmo com tudo isso, tem orgulho de dizer que é enfermeira. “Orgulhem-se e vamos continuar lutando por melhorias na nossa classe e por melhores salários com a jornada de trabalho adequada ao que realmente estamos aqui para fazer: cuidar de vidas”, finalizou a enfermeira.

A SOBECC se orgulha de poder compartilhar com todos a história dessa jovem profissional, que representa força, coragem e amor. Por isso, a Rebeka foi escolhida para ser a mulher homenageada na semana do Dia Internacional da Mulher, sendo espelho não só para as mulheres, mas para todos os profissionais da saúde, por se destacarem em suas atividades na profissão. Ações como a da Rebeka explica a relevância da enfermagem até em nível internacional, mencionando os feitos de profissionais protagonistas e empoderados no que fazem.


Promoção: faça parte do time de associados da SOBECC e ganhe 1 Diretriz de Práticas

Válido para os 300 primeiros profissionais, independente da categoria, que se associarem até o dia 30/04